quinta-feira, 24 de outubro de 2013

As Jacas do Instagram

Quem me acompanha pelas redes sociais da vida sabe que ando tentando incorporar umas escolhas mais saudáveis ao cardápio e me exercitar com disciplina. Volta e meia compartilho o resultado de uma aventura na cozinha no Instagram e a maioria das minhas inspirações culinárias sai de lá mesmo, onde também encontram-se histórias maravilhosas de mulheres ex-gordinhas que agora estão super malhadas. Ver essas transformações é impressionante e encorajador, mas lendo certos comentários, muitas vezes tenho a impressão que a galera tá surtando!
O que mais me assusta é a história da "jaca", nome que dão às nossas amadas gordices: Uma criatura magérrima, toda trabalhada nos músculos, com a dieta super regrada, come meio MM no final de semana e diz que "jacou" e precisa compensar loucamente. Minha vontade é de dar três tapas na cara! Ok, entendo e respeito quem fez reeducação alimentar e prefere não ingerir mais esse tipo de coisa. Entendo, também, que cada um posta o que quer e segue quem achar que deve, mas não tem jeito...estranho toda essa agonia em torno do corpo perfeito, toda essa culpa em dar uma roliçada de vez em quando.
Pior é assistir quem fica deprimido achando que nunca vai conseguir alcançar suas metas porque, afinal, "se fulana pra ser tão magra não pode comer uma bala, eu que comi pão de queijo na casa da minha vó ontem, jamais serei"! Grrr...Não! Cada caso é um caso! Antes de entrar nessas bads tinham que procurar um médico e se conhecer. Descobrir o que funciona pro seu corpo é essencial.
Não sei vocês, mas eu amo comer e já passei da fase de me sentir culpada por engordar durante viagens e afins, quanto mais por comer meio chocolate (ou doce de leite, que é mais ♥).
Já fiz muitas bobagens relacionadas à alimentação antes de alcançar certo equilíbrio. Uma delas me rendeu uma bela crise de gastrite que me impedia de comer quase tudo, outra me fez chegar num peso absurdo pro meu padrão pessoal. Só quando comecei a buscar saúde de verdade é que me encontrei.
Uma hora ou outra estaremos mais comprometidos com dieta - normal. Uma hora ou outra estaremos mais ou menos satisfeitos com nossos corpos - normal. Se você se sente mal com a (falta de) forma física, faça algo a respeito, mas de maneira saudável, cuidando da alimentação e da cabeça. Estranho gente noiada com boa forma, mas também estranho gente que só reclama enquanto come potes e potes de sorvete. Saúde, coerência e vergonha na cara, muito antes de força, foco e fé, ok?

Nenhum comentário:

Postar um comentário